Inscrições Abertas | Ciclo dos Diálogos Transnacionais de 2022
24-08-2022

Os Diálogos Transnacionais de 2022 têm como objetivo celebrar o 50º aniversário da Convenção do Património Mundial, enfocando a função do património cultural e natural na vida das comunidades. As mesas redondas ao longo de 2022 enfocarão três forças do quotidiano:
- arte, gastronomia e habitação – que se traduzem em apostas potentes para incluir, incorporar e transformar o património em quotidiano vivido das comunidades, tanto das periféricas como das centrais. Esta série de mesas redondas pretende estimular o debate e ampliar a troca de conhecimentos e iniciativas capazes de modificar as relações estabelecidas entre território, sociedade e património, à luz da questão da decolonialidade.

O primeiro evento da série, a mesa redonda Arte, Cidade e Decolonialidade, será realizada no dia 29 de agosto de 2022, às 10h00 (horário de Brasília).

Consulte o website do evento e inscreva-se através do link

Qual a dimensão da arte urbana e quais os campos de atuação das manifestações culturais na conservação do património e da paisagem urbana e como ambos movimentam-se de forma interdependente ao produzir representações_ que contribuem para ampliar a multiplicidade de perspectivas e valores a serem legados às gerações futuras, considerando fatores relativos à ancestralidade, à interculturalidade e à intersectoralidade?

O debate insere-se e abrirá o I Seminário Internacional EBA URBE:
Queda do céu – refúgios, futuros habitáveis e reinvenção das cidades__ organizado pelo MIdiaLab-EBA e pelo Grupo de Pesquisas Paisagens Híbridas da Escola de Belas Artes- EBA-UFRJ_, _pelo Mestrado Profissional em Projeto e Património, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo-UFRJ, pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Rio de Janeiro, pelo Instituto de Arquitetos do Brasil e pelo Conselho Internacional dos Arquitectos de Língua Portuguesa, com apoio do Grupo de Estudos e Pesquisa em Política e Território – GEOPPOL/IGEO/UFRJ, Centro de Patrimonio Cultural de la Universidad Católica de Chile e do Foro Latinoamericano de Ciências Ambientales.

*